Menu
RSS

Há 35 anos a Legião Urbana fazia seu primeiro show Destaque

  • Por 
 Baterista e baixista do Capital Inicial, Fê e Flavio Lemos (à direita de Renato Russo na foto) Baterista e baixista do Capital Inicial, Fê e Flavio Lemos (à direita de Renato Russo na foto)

Há exatos 35 anos a Legião Urbana fazia o seu primeiro show oficial. Era 5 de setembro de 1982, quando a Legião Urbana subiu ao palco pela primeira vez para se apresentar ao lado de outras oito bandas no festival Rock no Parque, em Patos de Minas (MG).

Naquela época, o grupo já se apresentava em Brasília, com o nome de Aborto Elétrico, e era formado por Renato Russo (vocal e contrabaixo), Fê Lemos (bateria) e André Pretorius (guitarra). Porém, oito dias antes do show no festival mineiro, Renato Russo ligou para a produção do evento, dizendo que a banda tinha se separado e que o grupo iria tocar com novos integrantes e um novo nome: Legião Urbana.

Renato Russo ainda exigiu que o produtor fizesse novos cartazes do festival, substituindo o nome do Aborto Elétrico pelo da Legião. “Conseguimos alterar alguns cartazes, mas não todos. Era um festival amador e tanto o Aborto Elétrico quanto a Legião Urbana eram completamente desconhecidos em Patos de Minas. Para o público, tanto faz quem se apresentaria. Somente anos depois eu fui saber que este foi o primeiro show da banda”, disse o produtor mineiro Carlos Alberto Xaulim, 62, responsável por organizar o primeiro show da carreira do grupo.

O esquema era tão amador que a Legião Urbana, ainda sem Dado Villa-Lobos e Renato Rocha, não ganhou nenhum centavo para se apresentar. “Pagamos apenas o ônibus, a alimentação e a hospedagem”, lembra Xaulim. A viagem de 400 km entre Brasília e Pato de Minas não foi fácil, já que a estrada era bem precária. Os músicos viajaram em um ônibus regular de linha carregando todos os equipamentos e ficaram hospedados no pequeno hotel Magnífica. Também viajaram com eles os integrantes da Plebe Rude. “Eu não sabia que o Renato estava trazendo a Plebe para tocar. O grupo não estava agendado e o nome nem apareceu nos cartazes. Mas o grupo tocou mesmo assim”.

O produtor contou que os equipamentos de som eram todos emprestados de clubes locais e não havia roadies. Por causa disso, o próprio Renato Russo subiu ao palco para passar o som. Só que, ao invés de se preparar para a apresentação, o cantor assumiu o microfone e chamou o público para ver. “O Renato atropelou as formalidades e foi gritando para as pessoas chegarem mais perto do palco. Ele não quis passar o som e já foi logo fazendo o show”.

Problemas com a Polícia

O primeiro show da Legião Urbana também marcou o primeiro desentendimento com a polícia e a primeira prisão. Ao todo, cerca de 1500 pessoas estavam na plateia, além de muitos policiais. Ao final, os PMs cercaram a banda e deram voz de prisão por se sentirem “ultrajados” com a letra de “Música Urbana”, que continha os versos “Os PMs armados e as tropas de choque vomitam música urbana”, e também com o discurso que Russo fez no palco pregando o voto em branco nas próximas eleições.

“Entrei em pânico quando soube que eles tinham sido presos. Fui correndo para a delegacia. Quando cheguei lá, o Renato estava discutindo com os policiais, falando sobre liberdade de expressão. A PM não queria liberá-lo enquanto ele não se desculpasse”, lembrou o produtor. Ao final, o grupo foi finalmente solto desde que deixasse a cidade imediatamente. “Só que o próximo ônibus só sairia na madrugada e foi preciso negociar com a polícia para que a banda pudesse ficar esperando o ônibus dentro do parque. Eles não poderiam sair de lá”, contou.

Xaulim ainda disse que durante muito tempo teve resistência em assumir a produção do primeiro show da Legião. “Não foi algo planejado. Foi por acaso. Foi uma coincidência do destino eu ter sido o responsável por organizar o primeiro show. Era para ter sido do Aborto Elétrico”. Coincidentemente, esta também foi a única vez que ele produziu a Legião em mais de 30 anos de carreira. "Nunca mais fiz outro show deles".

"Este (show do Legião Urbana) não foi o maior evento que produzi, mas com certeza foi o show que me deixou na história!".

Segundo o produtor, no show, 1,5 mil pessoas acompanharam a performance de Renato Russo (vocal e baixo), Marcelo Bonfá (bateria), Paulo Paulista (teclado) e Eduardo Paraná (guitarra).

>

Fonte: Música UOL

Deixe seu comentário

Voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.