Menu
RSS

10 fotos dos preparativos para o show da Legião Urbana em Brasília em 1988

  • Por 
10 fotos dos preparativos para o show da Legião Urbana em Brasília em 1988

O frio de 12 graus e as festas juninas que se espalhavam pela cidade não impediram que 50 mil pessoas fossem ao velho Estádio Mané Garrincha na noite de 18 de junho de 1988.

A maioria estava ali preparada para uma grande celebração. Aquela multidão — nunca antes reunida em ambiente fechado na capital —, vinda de todas as partes do Distrito Federal, aguardava a apresentação da banda que que colocou Brasília, de vez, no mapa da música brasileira. Havia uma grande ansiedade pelo show Que país é este, da Legião Urbana, em plena era Sarney, governo desgastado por planos econômicos falidos. Aquele concerto entrou para a história do rock nacional por diferentes motivos.

Foi a última vez que a Legião tocou para os brasilienses; houve um badernaço no local, que se espalhou pelo Eixo Monumental e adjacências, que levou 400 pessoas a receberem atendimento médico, e houve apedrejamento de 14 ônibus. No dia seguinte, muros de um posto de gasolina próximo à quadra onde a família de Renato Russo morava, amanheceram pichados com a inscrição: “Legião não voltem mais”.

Era a revolta de fãs da banda que deixaram o estádio no dia anterior, frustrados por assistir a um espetáculo com repertório reduzido e terem sido alvo da violência da polícia que tentava, à força, conter a reação daquela massa de descontentes, principalmente por uma série de acontecimentos anteriores, como a dificuldade de acesso às dependências do Mané Garrincha e o atraso de mais de duas horas para o início do show — reza a lenda que muito da agitação teria sido planejada por não fãs da Legião que foram ao estádio com o intuito de criar deliberadamente confusão.

Confira abaixo as fotos dos preparativos do Show no Estádio Mané Garrincha em 1988.

Deixe seu comentário

Voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.